PROCISA – FADIP – Faculdade Dinâmica

PROCISA

Inscreva-se

O Mestrado Profissional em Ensino de Ciências da Saúde e do Ambiente (PROCISA) é um curso de Pós-Graduação Stricto Sensu recomendado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e que possui dentre seus objetivos possibilitar o desenvolvimento de reflexões e pesquisas tanto por parte de profissionais do campo da saúde atuantes no SUS e em outros espaços, quanto por professores, de todos os níveis de ensino e de diferentes áreas de formação, cujas preocupações estejam ligadas às práticas de ensino e transmissão do conhecimento voltadas às Ciências da Saúde ou do Ambiente, entendido não apenas como “meio ambiente natural”, mas também como produto da intervenção humana (ambiente escolar, histórico, político etc.).

O curso possui 20 vagas e tem a duração de dois anos. Por se tratar de um Mestrado Profissional, tem como resultado final uma dissertação de mestrado, que apresenta os resultados da pesquisa realizada pelo aluno, além de um produto educacional, ou seja, uma proposta de aplicação prática do estudo desenvolvido e que pode ser oferecida à sociedade como instrumento de auxílio às práticas de ensino ou resolução de problemas.

O PROCISA se organiza em duas linhas de pesquisa, às quais se ligam seus 13 professores, todos doutores com experiência em diferentes áreas do conhecimento:

1) Conceitos, teorias e métodos de ensino-aprendizagem de ciências da saúde e do ambiente.

2) Políticas públicas integradas e ensino de ciências da saúde e do ambiente.

O Mestrado Profissional em Ensino de Ciências da Saúde e do Ambiente tem sua proposta calcada nos pilares da área de Ensino da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal em Nível Superior (CAPES), especialmente no que tange ao seu caráter multidisciplinar, constituindo-se como lócus de encontro, compartilhamento e produção de “conhecimento pedagógico do conteúdo”, em toda sua diversidade epistemológica e metodológica. A proposta se apresenta como possibilidade de diálogo ativo entre diferentes áreas do conhecimento, quer seja das chamadas Ciências da Saúde ou aquelas que lidam diretamente com os polissêmicos ditames do Ambiente, possibilitando a construção de conhecimentos e práticas pedagógicas, nos espaços formais (Escolas e Instituições de Ensino Superior) ou informais (Unidades Básicas de Saúde, ONG’s etc.) de ensino e aprendizagem, que proporcionem não apenas o aperfeiçoamento profissional de seus mestrandos e docentes, mas a apresentação de questões e soluções mais abrangentes e organicamente ligadas às demandas de nossa sociedade.

De um lado, tal proposta objetiva ainda colaborar para o contínuo processo de universalização e aprimoramento da Educação Básica, bem como para a expansão da Educação Superior, cumprindo o estabelecido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação (BRASIL, 1997) no que tange a formação e a capacitação de profissionais de ensino, além do desenvolvimento de pesquisas pedagógicas e o desenvolvimento de atividades (de extensão e pesquisa) que aproximem a Academia do chão de Escola. Em outra via, se apresenta como possibilidade de colaborar para o contínuo processo de universalização do acesso à saúde através do aperfeiçoamento dos profissionais da área em atuação no Sistema Único de Saúde (SUS), tal conforme preconiza a Constituição Federal de 1988 (BRASIL, 1988) e na Lei Orgânica da Saúde (BRASIL, 1990).

No que se refere às Ciências da Saúde, como aludido acima, o programa se apresentará como oportunidade de oferecer à miríade de profissionais desta área a possibilidade de ampliarem e aperfeiçoarem sua formação, especialmente no que tange ao atendimento de demandas sociais e ações de educação não-formais desenvolvidas no SUS, levando em conta a dimensão biopsicossocial dos conceitos de saúde e doença (MENDES; VIANNA, 2001) bem como a importância de projetos de Educação Permanente em Saúde (BRASIL, 2009).

Já no que tange às multiplicidades abarcadas no conceito de Ambiente, é necessário destacar que a grande amplitude que recebeu nas últimas décadas, deixando de ser associado exclusivamente às questões das Ciências Naturais, especialmente em relação às pesquisas dos sistemas naturais. O conceito de Ambiente aqui tratado se apresenta como fruto de um processo de amplificação para além do sentido ecológico do termo, tendo abarcado a interferência humana na natureza e suas consequências como ingrediente indispensável, ingrediente este responsável direto e/ou indireto pelo desencadeamento de uma miríade de processos sociais e de saúde/doença. Dessa forma, trata-se de uma concepção biossociocultural do conceito, entendendo-o “em sua

totalidade, considerando a interdependência entre o meio natural, o socioeconômico e o cultural, sob o enfoque da sustentabilidade” (BRASIL, 1999). Tal perspectiva permite, portanto, que diferentes áreas possam se embrenhar nas discussões atinentes ao campo, desde as Ciências da Saúde àquelas que compõem as Ciências Humanas e Sociais, tais como a Geografia, a História, a Antropologia, a Sociologia, entre outras.

1) Conceitos, teorias e métodos de ensino-aprendizagem de ciências da saúde e do ambiente

A linha de pesquisa abrange o desenvolvimento de investigações centradas nos conceitos, nas teorias e nos métodos de ensino-aprendizagem das ciências da saúde e do ambiente – em articulação com as ciências humanas, sociais, exatas e da natureza –, propostos para ações educativas nos espaços formais e não-formais em diferentes instituições. Aborda questões relativas à construção do conhecimento, à relação teoria e prática, às práticas profissionais em diferentes contextos educativos, às tecnologias de informação e comunicação, à relação entre educação básica e superior. A formação do professor, tema inerente às questões de interesse do curso, também é objeto de estudo desta linha, em seus aspectos históricos, políticos, sociais, culturais e ambientais.

2) Políticas públicas integradas e ensino de ciências da saúde e do ambiente

O objeto de estudo desta linha de pesquisa abrange as políticas públicas integradas, enfocando especialmente o campo do ensino das ciências da saúde e do ambiente, em articulação com as ciências humanas, sociais, exatas e da natureza. Investiga temas relativos tanto às ações do Estado brasileiro quanto das organizações e movimentos sociais com a educação, a saúde e o ambiente, tendo em vista os processos de formulação, implementação, monitoramento e avaliação das políticas públicas (PP). Busca compreender as relações complexas entre os diferentes atores e contribuir para a construção de instrumentos de planejamento e gestão das PPs.

O Mestrado Profissional será oferecido às sextas-feiras (tarde e noite) e sábados (manhã e tarde), sendo obrigatória a frequência de no mínimo 75% da carga horária de cada disciplina. Para complementar a carga horária presencial, o curso utilizará o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Moodle, com a disponibilização de textos, biblioteca virtual, videoteca, fóruns de discussão, entrega e realização de parte das atividades avaliativas, bem como divulgação de notícias.

O conjunto de disciplinas a ser cursado se organiza em quatro núcleos, a saber:

1) Núcleo Comum, composto por cinco disciplinas obrigatórias e três optativas, onde o estudante deverá cumprir no mínimo 12 créditos;

2) Núcleo Práticas Transversais de Saúde e Ambiente, onde o estudante deverá integralizar 6 créditos em três disciplinas obrigatórias de Práticas Supervisionadas e Atividades Complementares;

3) Núcleo Dissertação de Mestrado, que se constitui em duas disciplinas para a produção da dissertação/produto, em que o estudante deverá cumprir 08 créditos, sendo, em casos excepcionais de prorrogação de prazo de defesa, ofertada a disciplina “Dissertação de Mestrado III”;

4) Núcleo Específico, compreendendo quatro disciplinas obrigatórias e oito optativas, organizadas por linhas de pesquisa, onde o estudante deverá cumprir no mínimo 10 créditos.

Para concluir o curso, o mestrando deverá cumprir 36 créditos, além da aprovação da dissertação pela banca avaliadora. A integralização do PROCISA deve ocorrer em até dois anos (prorrogável, em casos especiais avaliados pelo Colegiado, por mais seis meses) e, ao final, defesa de uma dissertação de mestrado, a qual consistirá num relato teórico-prático sobre a elaboração e validação de um produto educacional inovador do ponto de vista social.

Orientador(a) Linha de pesquisa Graduação Doutorado LATTES
Bruna Soares Linha 1 Ciências Biológicas Parasitologia (UFMG) LATTES
José Costa Júnior Linha 1 e 2 Filosofia Filosofia (UFMG) LATTES 
Leonardo de Paiva Barbosa Linha 1 Ciências Biológicas Microbiologia Agrícola (UFLA) LATTES
Lindisley Ferreira Gomides Linha 1 e 2 Farmácia Biologia Celular (UFMG) LATTES
Lorena Souza e Silva Linha 1 Ciências Biológicas Ciências Biológicas (UFOP) LATTES
Lúcia Meirelles Lobão Protti Linha 1 Ciências Biológicas Ecologia (UFRJ) LATTES
Luiz Gustavo Santos Cota Linha 1 e 2 História História Social (UFF) LATTES
Maria Isabel Cristina Batista Mayrink Linha 1 Química Bioquímica Agrícola (UFV) LATTES
Marli do Carmo Cupertino Linha 1 Medicina Veterinária Biologia Celular e Estrutural (UFV) LATTES
Pollyanna Álvaro Spósito Linha 2 Farmácia Ciências Farmacêuticas (UFOP) LATTES
Rodrigo Siqueira Batista Linha 1 e 2 Medicina e Filosofia Ciências (FIOCRUZ) LATTES
Sávio Lana Siqueira Linha 1 Medicina Medicina / Cirurgia (UFMG) LATTES

COORDENAÇÃO

Luiz Gustavo Santos Cota

Coordenador

Currículo Lattes

Possui graduação em História (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade Federal de Ouro Preto (2005), Mestrado em História pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2007) e Doutorado em História Social pela Universidade Federal Fluminense (2013). Tem experiência na área de História, com ênfase no estudo do processo de abolição da escravidão no Brasil, especialmente em Minas Gerais. Interessa-se ainda por pesquisas concernentes ao Ensino de História e Humanidades; às políticas públicas voltadas ao Patrimônio Cultural; às relações étnico-raciais no Brasil e à dinâmica das relações entre as Ciências Humanas e outros campos do conhecimento. Atua como coordenador do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências da Saúde e do Ambiente (PROCISA) da Faculdade Dinâmica do Vale do Piranga (FADIP). Professor efetivo do Departamento de Fundamentos e Metodologias da Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), unidade Barbacena.

Lúcia Meirelles Lobão Protti

Vice-Coordenadora

Currículo Lattes

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2007), mestrado em Ecologia pela Universidade Federal de Juiz de Fora (2009) e doutorado em Ecologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2014). Atualmente é Professora na Faculdade Dinâmica do Vale do Piranga (FADIP, Ponte Nova/MG), onde leciona disciplinas de Metodologia Científica, Saúde e Meio Ambiente e Bioestatística. Na mesma instituição atua como Diretora de Pesquisa e Pós Graduação e Vice-Coordenadora do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências da Saúde e do Ambiente (PROCISA). As principais áreas de atuação e interesse são: ecologia de ecossistemas, microbiologia ambiental, saúde e meio ambiente, educação ambiental e ensino de ciências.

DOCUMENTOS/EDITAIS

EDITAL Nº 02, DE 04 DE MAIO DE 2020 - SELEÇÃO DO MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

REGIMENTO INTERNO

FORMULÁRIO DE REGISTRO DE ATIVIDADES DE EXTENSÃO

MATRIZ CURRICULAR

INGRESSOS EM 2019

Códigos: MEP 100 – Núcleo Comum (NC)
MEP 200 – Núcleo Práticas Transversais de Saúde e Ambiente (NPTSA)
MEP 300 – Núcleo Dissertação de Mestrado (NDM)
MEP 400 – Núcleo Específico (NE)

 

2019/2
CÓDIGO UNIDADES DE ENSINO NATUREZA CRÉDITOS C.H.
MEP101 Metodologia da Pesquisa Obrigatória 02 30
MEP102 História e Filosofia das Ciências Obrigatória 02 30
MEP106 Debates contemporâneos em ambiente, cultura e sociedade Optativa 02 30
MEP403 Métodos de ensino-aprendizagem Obrigatória 02 30
MEP404 Políticas Públicas Integradas Obrigatória 02 30
MEP407 Políticas públicas de ambiente Optativa 02 30
MEP408 Políticas públicas de saúde Optativa 02 30
MEP411 Tópicos em Ensino de Ciências do Ambiente Optativa 02 30
MEP412 Tópicos em Ensino de Ciências Humanas e Sociais Optativa 02 30
TOTAL 18 270

 

2020/1
CÓDIGO UNIDADES DE ENSINO NATUREZA CRÉDITOS C.H.
MEP103 Debates contemporâneos em Ética e Bioética Obrigatória 02 30
MEP105 Temas transversais de saúde e Ambiente Obrigatória 02 30
MEP107 Sociologia do conhecimento científico Optativa 02 30
MEP108 Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente Optativa 02 30
MEP202 Atividades Complementares em Práticas Transversais em Saúde e ambiente Obrigatória 02 30
MEP401 Ensino de Ciências da saúde e do ambiente em espaços formais e não formais de educação Obrigatória 02 30
MEP402 Direitos humanos e educação Obrigatória 02 30
MEP405 Neurociências e ensino-aprendizagem Optativa 02 30
MEP406 Tópicos em Ensino de Ciências Morfológicas Optativa 02 30
MEP409 Formação de professores Optativa 02 30
MEP410 Tópicos em Ensino de Ciências da Saúde Optativa 02 30
TOTAL 22 330

 

2020/2
CÓDIGO UNIDADES DE ENSINO NATUREZA CRÉDITOS C.H.
MEP104 Seminários Integrados de Pesquisa Obrigatória 02 30
MEP201 Prática Supervisionada de Ensino Obrigatória 02 30
MEP203 Atividades Complementares em Práticas Transversais em Saúde e ambiente Obrigatória 02 30
MEP301 Dissertação de Mestrado I Obrigatória 04 60
TOTAL 10 150

 

2021/1
CÓDIGO UNIDADES DE ENSINO NATUREZA CRÉDITOS C.H.
MEP302 Dissertação de Mestrado II Obrigatória 04 60
TOTAL 04 60

 

2021/2
CÓDIGO UNIDADES DE ENSINO NATUREZA CRÉDITOS C.H.
MEP302 Dissertação de Mestrado III Obrigatória 04 60
TOTAL 04 60

* A disciplina “Dissertação de Mestrado III” será cursada nas situações – excepcionais – nas quais os estudantes necessitem de prorrogação do prazo de defesa.

Observações:

  1. Carga horária total do curso: 540 (quinhentas e quarenta) horas.
  2. Vagas totais/ano: 20 (vinte) vagas;
  3. Semestre letivo: 100 (cem) dias;
  4. Tempo mínimo de integralização do curso: 24 (vinte e quatro) meses ou 04 (quatro) semestres;
  5. Tempo máximo de integralização do curso: 30 (trinta) meses.

TURMAS DO MESTRADO

TURMA 2017

  • Bransildes Barcelos Terra
  • Cintian Ap. Oliveira Moura
  • Diandra F. Corcini Nepomuceno
  • Geovani Felipe Venades
  • Gustavo Paiva de Mesquita
  • Josiana Tavares Silva Santos
  • Márcia Farsura de Oliveira
  • Márcia Maria Silveira
  • Nayara Rúbio Campos
  • Raquel R. Marques de Sousa

TURMA 2018

  • Alcimar de Melo Rosa
  • Erikarla Lopes Gomes
  • Frederico Rodrigues de Menezes
  • Hudson Tayllor Correa Dias
  • Luciane Zanoti Meira de Almeida
  • Luiz Eduardo Gonçalves Ferreira
  • Marcelo Henrique de Mello
  • Rose Aline da Silveira Viana
  • Selma Cristina Sousa Neves

TURMA 2019

  • Ananda Nunes Pereira
  • Cristhiane Costa Velasco Sanguedo
  • Danielle Brangioni Pereira
  • Eliane Lucimar Silva de Oliveira
  • Lizarb Cilindro Cardoso
  • Julia Brangioni Fontes
  • Márcio Luiz Fortuna Esmeraldo

Notícias relacionadas

Ainda não há notícias cadastradas!

VER MAIS NOTÍCIAS
VER TODOS

Não há depoimentos deste curso!

Fale com a Coordenação.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support
Ir para o topo